Voz - Inés Archer

Inés ArcherInés Archer - bailarinaInés Archer - bailarinaInés Archer - bailarina

Neste mundo cheio de violência, raiva e feridas são minha casa. O que eu faço com eles? O que faço com esse corpo que os mantém?
Raiva pela sua ausência.
Raiva porque eu não me encaixo.
Raiva porque não sou uma coisa nem outra e acumulo lembranças de exclusão.
As feridas deixaram em mim quando julgaram meu corpo.
Feridas de quando eles puniram meu prazer e meu sexo.
Se algo tem que me definir, seja meu movimento e me liberte de todas essas mentiras, de todas as histórias que foram contadas por minha voz roubada. Que meu movimento seja a coragem de colocar nela minha vida e meu corpo, escapando do que é ditado para mim, criando meu próprio modo de amar.
Decido construir outra coisa, habitar o mundo de um lugar onde me sinto acompanhado, em contato com os ciclos da minha vida e da minha morte, definindo-me quantas vezes for necessário com o meu sistema de apoio.
Em vermelho.


A partir de: 
1 de Fevereiro de 2020 to 30 de Abril de 2020

Pessoas Relacionadas

Parcerias