Coline Gras

Fotografia Coline Gras
Nacionalidade: 

Coline desenvolve uma prática da dança como porosidade de estar em permanente deformação. Em 2017, obtém um mestrado em dança e práticas performativas no Centro de Estudos e de Arte Contemporâneo na Universidade de Lille 3, França. Apresenta uma performance dançada e falada do seu projeto Deslocar a abordagem.

Segue também uma formação de estudos do movimento e de pesquisa artística no C.e.m. - Centro em movimento, em Lisboa, Portugal, com Sofia Neuparth, Margarida Agostinho e Peter Michael Dietz. Cria no C.e.m., com Carolina de Azevedo, a peça Gestos pousados na cidade, apresentada no festival Pedras 2017.
Desde alguns anos, colabora em várias criações coreográficas e performativas (com Sheherazade Zambrano Orozco, Alejandro Pablo Russo, Fernando António dos Santos, Margarida Agostinho, Hector Zamora et Victor Gama, Françoise Rognerud...). 

Membro da companhia de dança La Malagua desde a sua fundação, em 2016, dá regularmente laboratórios e jam de dança em Lille. Actualmente está numa longa residência no C.e.m. e continua o solo les soirs d’été (apresentaçao em Portugal e França). Em Novembro de 2018, funda o projecto Dépaysager com o Centro de Arte Contemporânea Nau Côclea (Camallera, Cataluna) e O refúgio da montanha de Raz da Carança (Pirenéus Orientais, França).

Artista
Projectos Relacionados: